Devocionais

4 – Os Caminhos de Deus Não Mudam

Ele continua a tratar homens e mulheres pecadores da mesma maneira como faz na história bíblica. Ele ainda mostra sua liberdade e senhorio ao fazer distinção entre pecadores, possibilitando alguns a ouvirem o evangelho enquanto outros não, e levando alguns dos que o ouvem ao arrependimento, enquanto deixa outros em sua descrença; e, assim, ensina aos seus santos que não deve misericórdia a ninguém e que é inteiramente por sua graça, de nenhum modo por seu próprio esforço, que eles encontraram a vida.
Ele abençoa aqueles em quem põe seu amor, tornando-os humildes de um modo que toda a glória possa ser somente sua. Ele odeia os pecados de seu povo e usa todos os tipos de sofrimento interno e externo e tristezas para afastar seus corações da concupiscência e da desobediência. Ele busca a comunhão de seu povo e envia tanto tristezas quanto alegrias a fim de separar seu amor de outras coisas e vinculá-lo a ele. Ele ensina os crentes a valorizarem seus dons prometidos ao fazê-los esperar por esses dons e os compele a orar persistentemente por eles, antes de concedê-los. É isto que lemos acerca de como Deus lida com seu povo no registro das Escrituras e é assim que ele ainda o trata. Seus objetivos e princípios de ação permanecem consistentes; em nenhum momento ele é inconsistente com seu caráter. Nossos caminhos, sabemos, são pateticamente inconstantes – mas não os de Deus.

Fonte:

Packer, J. I. (2014). O Conhecimento de Deus (Guia de Estudo) (P. C. Nunes dos Santos, Trad.; 1a edição, p. 73). Editora Cultura Cristã.

Um comentário em “4 – Os Caminhos de Deus Não Mudam”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s